Wikipédia Quem Somos Mulher 500 Publicações Parceiros Links Home Contato Home
  Nesta seção além de obter informações sobre as temáticas relacionadas ao papel da mulher na história do Brasil, você pode também nos ajudar a construir de maneira participativa e democrática o Dicionário Mulheres do Brasil - Volume II, através desta ferramenta.  
COLABORE
Login:
   
Senha:
   
Cadastre-se aqui
  Esqueci minha senha
 
Mini-biografias contidas no "Dicionário Mulheres do Brasil Volume I (publicado) e Volume II (a publicar).
 
Busca Alfabética
| A-C | D-G | H-L | M-P | Q-Z |
Busca Avançada
Nome:
Século:  
Estado:  
Etnia/Cor:  
Atividade:  
Palavra-chave  
Volume:   I II (Wiki)
 
  Guia de referência bibliográfica com a temática de gênero, etnico-raciais e direitos humanos.  
Busca
Palavra-chave:
   
Artigos, Dissertações e Teses.
Busca
Palavra-chave:
Tipos:
Nesta seção estamos disponibilizando cartazes produzidos pelo Movimento Feminista, Movimento de Mulheres, Ong's e Instituições públicas; que tratam de temáticas relacionadas a defesa dos Direitos Humanos das Mulheres.
Busca
Palavra-chave:
Categoria:
 

 

Wikipédia
Em breve!
acervo e pesquisa - biografia de mulheres
detalhes

Eloísa Biasotto Mano (1924 - ) - VOLUME 2

Século:

XX
Estado: RJ
Etnia/cor: Branca
Atividade: Química
Descrição:

Nasceu no Rio de Janeiro em 1924. Diplomou-se em química industrial em 1947 e em engenharia química em 1955, pela Escola Nacional de Química da Universidade do Brasil, hoje, Escola de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Obteve doutorado em química orgânica em 1960 pela mesma instituição. Especialização em tecnologia de borracha pelo Instituto nacional de Tecnologia (1949) e em Atualização Em Estudo de Problemas Brasileiros pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1971). Começou sua carreira profissional como estagiária do laboratório de Borracha e Plásticos do Instituto Nacional de Tecnologia - INT, Rio de Janeiro (1951).
Adquiriu experiência em tecnologia de Polímeros como químico-tecnologista do Instituto Nacional de Tecnologia, no Laboratório de Borracha e Plásticos no Rio de Janeiro no início da década de 1950 e final da década de 60. Durante um ano participou do grupo de pesquisa em ciência de Polímeros na Universidade de Illinóis, EUA, sob a orientação do professor Carl S. Marvel e na Universidade de Birmingham, Inglaterra, com o Professor J.C. Bevington, em 1964.
Em 1967 a doutora Eloísa organizou o primeiro curso experimental na área de polímeros no Brasil, como disciplina de pós-graduação do Instituto de Química da UFRJ - IQ/UFRJ. Sendo no ano seguinte responsável pela criação do primeiro Grupo de Pesquisadores em Polímeros no país, que deu origem ao atual IMA/UFRJ, onde foi a única diretora do sexo feminino e o qual, em 1994, teve o nome modificado em sua homenagem para Instituto de Macromoléculas Professora Eloisa Mano.
Foi Professora Catedrática na Escola Nacional de Química (1959-1966), Instituto de Química (1967-1976) e Instituto de Macromoléculas, IMA (1977-1994). É Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências desde 1978.
Foi Representante Nacional do Brasil na Divisão Macromolecular da International Union of Pure and Applied Chemistry, IUPAC (1979-1993). Foi também Coordenadora da Sub-Comissão de Polímeros do Instituto Brasileiro do Petróleo (1982-1991).
Faz parte do Instituto de Macromoléculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Recebeu em novembro de 2000 o Prêmio Cidade do Rio de Janeiro de Ciência e Tecnologia, pelo desenvolvimento de pesquisas de reciclagem de plásticos. Primeira linha de pesquisa no Brasil, com o intuito de fazer dos resíduos sólidos urbanos matéria-prima para materiais de construção e para a indústria automobilística. Eloísa Mano é a primeira mulher a receber este prêmio.
Foi agraciada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) com a Ordem Nacional do Mérito Científico, na classe de Grã-Cruz. Um prêmio de menção honrosa no mundo das ciências.
Sua trajetória exprime os passos de uma carreira vitoriosa. Primeira cientista pesquisadora na área de reciclagem de plásticos em um momento em que a preocupação com o meio ambiente ainda não estava tão em voga. Possui mais de 180 trabalhos publicados em periódicos nacionais e internacionais, fez mais de 250 comunicações em congressos nacionais e internacionais, assim como se apresentou em mais de 150 conferências nacionais e internacionais. É autora de 10 livros e escreveu capítulo em outros tantos livros.
Atualmente é professora emérita da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ.

 


COMENTÁRIOS

REDEH 2008 ©. Todos os direitos reservados.