Wikipédia Quem Somos Mulher 500 Publicações Parceiros Links Home Contato Home
  Nesta seção além de obter informações sobre as temáticas relacionadas ao papel da mulher na história do Brasil, você pode também nos ajudar a construir de maneira participativa e democrática o Dicionário Mulheres do Brasil - Volume II, através desta ferramenta.  
COLABORE
Login:
   
Senha:
   
Cadastre-se aqui
  Esqueci minha senha
 
Mini-biografias contidas no "Dicionário Mulheres do Brasil Volume I (publicado) e Volume II (a publicar).
 
Busca Alfabética
| A-C | D-G | H-L | M-P | Q-Z |
Busca Avançada
Nome:
Século:  
Estado:  
Etnia/Cor:  
Atividade:  
Palavra-chave  
Volume:   I II (Wiki)
 
  Guia de referência bibliográfica com a temática de gênero, etnico-raciais e direitos humanos.  
Busca
Palavra-chave:
   
Artigos, Dissertações e Teses.
Busca
Palavra-chave:
Tipos:
Nesta seção estamos disponibilizando cartazes produzidos pelo Movimento Feminista, Movimento de Mulheres, Ong's e Instituições públicas; que tratam de temáticas relacionadas a defesa dos Direitos Humanos das Mulheres.
Busca
Palavra-chave:
Categoria:
 

 

Wikipédia
Em breve!
acervo e pesquisa - biografia de mulheres
detalhes

Maria Chatinha (1873 - ?) - VOLUME 2

Século:

XIX
Estado: Desconhecido
Etnia/cor: Indígena
Atividade: Índia, ex-escrava
Descrição:

Nasceu por volta de 1873, em local desconhecido, pois sua mãe, batizada como Maria José da Rocha, foi apanhada a laço quando Maria Chatinha estava com 03 meses de idade e levadas para a fazenda do Barão Salgado da Rocha, na região de Tremembé, interior de São Paulo. Ambas foram batizadas por ordem da Baronesa que não aceitava pessoas pagãs na fazenda, mas isto não alterou sua condição de escravizada.
A maior parte do tempo trabalhava no roçado colhendo algodão e cuidando da lavoura sob a rígida fiscalização do capataz, que várias vezes lhe agrediu com castigos corporais. Sua liberdade foi conquistada quando já tinha 18 anos de idade. Nessa época mudou-se para o Rio de Janeiro, onde foi trabalhar de doméstica.
Em 1982, aos 108 anos de idade, foi entrevistada por Elza Nadai e Joana Neves que registraram sua trajetória – um doloroso e precioso relato da condição da mulher indígena escravizada - no livro História do Brasil, Editora Saraiva.

 


COMENTÁRIOS

REDEH 2008 ©. Todos os direitos reservados.