Wikipédia Quem Somos Mulher 500 Publicações Parceiros Links Home Contato Home
  Nesta seção além de obter informações sobre as temáticas relacionadas ao papel da mulher na história do Brasil, você pode também nos ajudar a construir de maneira participativa e democrática o Dicionário Mulheres do Brasil - Volume II, através desta ferramenta.  
COLABORE
Login:
   
Senha:
   
Cadastre-se aqui
  Esqueci minha senha
 
Mini-biografias contidas no "Dicionário Mulheres do Brasil Volume I (publicado) e Volume II (a publicar).
 
Busca Alfabética
| A-C | D-G | H-L | M-P | Q-Z |
Busca Avançada
Nome:
Século:  
Estado:  
Etnia/Cor:  
Atividade:  
Palavra-chave  
Volume:   I II (Wiki)
 
  Guia de referência bibliográfica com a temática de gênero, etnico-raciais e direitos humanos.  
Busca
Palavra-chave:
   
Artigos, Dissertações e Teses.
Busca
Palavra-chave:
Tipos:
Nesta seção estamos disponibilizando cartazes produzidos pelo Movimento Feminista, Movimento de Mulheres, Ong's e Instituições públicas; que tratam de temáticas relacionadas a defesa dos Direitos Humanos das Mulheres.
Busca
Palavra-chave:
Categoria:
 

 

Wikipédia
Em breve!
acervo e pesquisa - biografia de mulheres
detalhes

Márcia Mágno (século XX) - VOLUME 2

Século:

XX
Estado: BA
Etnia/cor: Branca
Atividade: Artista plástica
Descrição:

Márcia Mágno nasceu em Salvador, Bahia, porém foi no Rio de Janeiro onde teve sua formação escolar e artística. Freqüentou a Faculdade de Filosofia, a Escola Normal de Belas Artes e o Curso de Artes Decorativas. Voltou para Salvador e ingressou na Escola de Belas Artes da UFBA; instituição onde foi professora assistente de Juarez Paraíso e, posteriormente, mestra de Desenho de Modelo Vivo, Modelagem, Gravura e Arte Mural, tornando-se, em 1988, diretora da escola. Desbravou novos horizontes durante sua gestão onde implantou os cursos de Desenho Industrial, o Curso Superior de Decoração e o Mestrado em Artes.

Além do trabalho institucional atuou em outras esferas. Foi professora das célebres Oficinas de Arte em Série do Museu de Arte Moderna da Bahia entre os anos de 1980 a 1988 e responsável pela criação do Salão Nacional de Arte Fotográfica da Bahia. De 1992 a 1996, foi Coordenadora da Galeria Canizares.

Márcia Mágno agrega muitas atividades: Artista plástica, professora, decoradora, além de participar de várias mostras nacionais e internacionais, participa de exposições individuais e coletivas. Por seu talento, trajetória inovadora é hoje muito respeitada pelos especialistas da área. Artista de obras diversificadas tem se destacado na produção de diversas peças personalizadas. Materializando através de suas esculturas, figuras emblemáticas do cenário político e cultural foi convidada a forjar a figura de Zumbi dos Palmares. A estátua foi inaugurada a 30 de maio de 2008, na Praça da Sé, em Salvador, Bahia. Com esta obra cria pela primeira vez a identidade física do herói nacional Zumbi. Para a concretude dessa experiência contou com a parceria entre poder público municipal e a sociedade civil, através da ONG Mulherada, com recursos do Ministério da Cultura.

Criteriosa e ciente da importância de Zumbi para a história de resistência dos negros no Brasil, antes de “colocar a mão na massa”, imergiu na biografia do líder negro buscando conhecer, através dos documentos, todo universo das simbologias em torno de Zumbi e conseguiu com maestria materializar a imagem do guerreiro que liderou o maior quilombo do Brasil – O Quilombo de Palmares na Serra da Barriga em Alagoas.
A estátua de Zumbi apresenta o líder de corpo inteiro. É considerada a primeira deste porte no país, tendo em vista que em outros estados brasileiros existem apenas bustos. Literalmente forja uma imagem positiva para o herói negro; caracterizado pelas lutas de resistência em prol da liberdade e dignidade de sua gente. Com esta Marcia solidifica sua carreira, pois com muito talento e, sobretudo sensibilidade, conseguiu captar todas estas demandas em torno da figura de Zumbi; onde resgata a magia, adentra na subjetividade e materializa o elemento político que ele representa.
 


COMENTÁRIOS

REDEH 2008 ©. Todos os direitos reservados.