Wikipédia Quem Somos Mulher 500 Publicações Parceiros Links Home Contato Home
  Nesta seção além de obter informações sobre as temáticas relacionadas ao papel da mulher na história do Brasil, você pode também nos ajudar a construir de maneira participativa e democrática o Dicionário Mulheres do Brasil - Volume II, através desta ferramenta.  
COLABORE
Login:
   
Senha:
   
Cadastre-se aqui
  Esqueci minha senha
 
Mini-biografias contidas no "Dicionário Mulheres do Brasil Volume I (publicado) e Volume II (a publicar).
 
Busca Alfabética
| A-C | D-G | H-L | M-P | Q-Z |
Busca Avançada
Nome:
Século:  
Estado:  
Etnia/Cor:  
Atividade:  
Palavra-chave  
Volume:   I II (Wiki)
 
  Guia de referência bibliográfica com a temática de gênero, etnico-raciais e direitos humanos.  
Busca
Palavra-chave:
   
Artigos, Dissertações e Teses.
Busca
Palavra-chave:
Tipos:
Nesta seção estamos disponibilizando cartazes produzidos pelo Movimento Feminista, Movimento de Mulheres, Ong's e Instituições públicas; que tratam de temáticas relacionadas a defesa dos Direitos Humanos das Mulheres.
Busca
Palavra-chave:
Categoria:
 

 

Wikipédia
Em breve!
acervo e pesquisa - biografia de mulheres
detalhes

Virgínia Leone Bicudo (1910-2003) - VOLUME 1

Século:

XX
Estado: SP
Etnia/cor: Negra
Atividade: Psicanalista
Descrição:

 Virgínia Leone Bicudo
(1910-2003)

Virgínia Leone Bicudo natural de São Paulo, SP, socióloga por formação, foi reconhecida como a primeira mulher a freqüentar seções de psicanálise no país e tornou-se a primeira psicanalista brasileira. Na década de 1930, foi co-fundadora da Sociedade Brasileira de Psicanálise (SBP). Atuou, também, como professora normalista e educadora sanitária pelo Instituto de Higiene e Saúde da Universidade de São Paulo (1932). Foi uma das fundadoras do primeiro núcleo psicanalítico da América Latina, nos anos 1944, e viajou para Londres, na década de 1950, para expandir os seus conhecimentos teóricos e metodológicos sobre a psicanálise. Virgínia foi responsável pelo lançamento de importantes publicações na área e é considerada uma precursora da psicanálise no Estado de São Paulo. Em reconhecimento ao seu vanguardismo Virginia foi incluída no Livro Mulheres Negras do Brasil, lançado em 2007, pelas Editoras SENAC. Para comemorar os 100 anos do seu nascimento a SBP de São Paulo está programando uma série de palestras sobre ela. Acervo Divisão de Documentação e Pesquisa da História da Psicanálise da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo.

A biografia completa pode ser apreciada na obra Dicionário Mulheres do Brasil: de 1500 até a atualidade (biográfico e ilustrado), de Schuma Schumaher e Érico Vital Brasil, Editora Zahar, 2000.


COMENTÁRIOS
REDEH 2008 ©. Todos os direitos reservados.